Criatividade e Inovação

debater assuntos referentes a disciplina Criatividade e Inovação


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL - TURMA GESTÃO ESCOLAR FIP - DESAFIO 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Admin

avatar
Admin
No início do século XXI, depois de ultrapassada a decepção provocada pela falência do Welfare State, viveram se tempos de uma empresarialização desmedida das organizações públicas. Não obstante, também o paradigma managerial essencialmente baseado no New Public Management apresentou incoerências e contradições. Com efeito, também o sector público passou a ter que ser equacionado como fazendo parte de redes organizacionais complexas, compostas por actores diversos (com aprendizagens, expectativas e comportamentos diferenciados), por grupos de pressão, grupos políticos, instituições sociais e empresas privadas, e como tal, o conceito de governance ganhou peso num contexto de tentativa de reforma da Administração Pública.

A partir da afirmação acima e de sua vivência presente e/ou experiência futura enquanto gestor escolar como você: identifica, caracteriza e avalia a aprendizagem organizacional na instituição da qual faz parte?

Ver perfil do usuário http://critividadeeinovacao.forumeiros.com
De acordo com o texto citado, foi e continua sendo necessário a transformaçao da estrutura organizacional da Administraçao Pública que proclamou a descentralizaçao do poder se fazendo básico entender as questoes relacionais e comportamentais como influentes no que diz respeito ao anseio de sua participaçao ativa na construçao de um novo setor público voltado para as questoes socias  como: a proteçao, igualdade, oportunidade e a legitimidade, estimulando-os como aprendentes a buscar uma nova realidade, incentivando-os a sair do tradicionalismo e/ou resistência bem como ainda da ausencia recursos necessários a encontrar motivaçao que lhes permita aprender a mudar.  A reforma e as intervençoes sao trufos que nao podemos desprezar.

Ver perfil do usuário
Na escola em que estou inserida há uma preocupação não somente em repassar conhecimento, identifico o comprometimento de toda a escola, desde o funcionário que faz a limpeza até a diretora. Esse comprometimento dá a todos autonomia para interferir nas relações sociais e suas diversas situações. A afetividade, as virtudes morais são cobradas e estão presentes nas ações. Por vezes, algum aluno precisa de uma "lição de moral" que é administrada de maneira a não ferir mas a ensinar a ser. São aprendizagens individuais e coletivas que acontecem todos os dias.

Ver perfil do usuário
Referindo-se ao texto. A afirmação citada nos remete ao entendimento de que a governança assume uma importância cada vez maior tornando-se um conceito ideologicamente e conceitualmente desafiador.
Partindo dessa afirmação é possível identificar na gestão a qual componho que a governança se pauta em um conceito de conhecimento e mudança dessa herança cultural política do país da qual padece as instituições públicas brasileiras e se caracteriza por ser uma gestão centrada nos processos organizacionais que realça e valoriza a importância do papel das pessoas e sua ação individual e grupal através de práticas de interação que envolvem todo o ambiente e comunidade escolar. Avalio que este modelo de aprendizagem organizacional valoriza a transparência e permite o fortalecimento do conhecimento e das idéias. Apesar disto, toda essa organização ainda ocorre de forma fragmentada, considerando não ser algo pretendido nas demais instituições públicas que fazem parte da rede municipal.

Ver perfil do usuário
ELIS FABIA MARIA DE OLIVE escreveu:De acordo com o texto citado, foi e continua sendo necessário a transformaçao da estrutura organizacional da Administraçao Pública que proclamou a descentralizaçao do poder se fazendo básico entender as questoes relacionais e comportamentais como influentes no que diz respeito ao anseio de sua participaçao ativa na construçao de um novo setor público voltado para as questoes socias  como: a proteçao, igualdade, oportunidade e a legitimidade, estimulando-os como aprendentes a buscar uma nova realidade, incentivando-os a sair do tradicionalismo e/ou resistência bem como ainda da ausencia recursos necessários a encontrar motivaçao que lhes permita aprender a mudar.  A reforma e as intervençoes sao trufos que nao podemos desprezar.





De fato Elis, a transformação é algo que deve buscado sempre nas organizações. Tendo em vista que as gestões públicas brasileiras ainda são bastante frágeis.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum